Fone
Revista
EDIÇÃO 112 – OUTUBRO 2013

Quem já não entrou numa loja e teve a sensação de que ficou “invisível” por ter passado despercebido pelos vendedores? Ou então, foi destratado?

Nestas situações, o mais provável é que o cliente nunca mais volte, não indique a loja e espalhe que o atendimento é bem ruim, algo desastroso para o comércio. Por que, o que parece ser tão simples e óbvio no comércio, o bom atendimento, dá a nítida impressão, em determinadas situações (e não são poucas), que se perdeu?

Para falar sobre o tema conversamos com o consultor e diretor executivo da V2 Consulting, Vladimir Valladares. Confira!

Outras Edições